Um poema por falta do que dizer.

cropped-45522134_2890842bd83

Já não há mais nada a dizer.

Ou até mesmo a pensar.

Quando a história se repete no tempo,

a gente cansa de acompanhar.

Então a gente muda a história.

Porque por si só, ela não vai sair do lugar.

Jogamos tudo ao vento, trazemos tudo novo,

com a esperança de uma nova história criar.

Mas, e as marcas que essa história deixou?

Para onde resta jogar?

Se jogarmos, vamos juntos.

Então resta com as marcas ficar.

Mesmo as marcas ficando gravadas,

A gente insiste em continuar.

Esperançosos de que elas não atrapalhem,

uma nova história se criar.

E quem sabe um dia a gente acaba essa história,

E quem sabe um dia ela chega ao final, que tanto custou a almejar.

Xx,

Amanda Lobo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s